Resenha - Uma Dose Mortal

Resenha postada anteriormente aqui. Essa resenha foi a primeira que escrevi para um blog, espero que gostem.
Devo avisar que essa resenha tem mais spoilers do que as outras (nada MUITO sério, mas só avisando mesmo)


Uma Dose Mortal - Agatha Christie
Editora: L&PM
Número de páginas: 224 páginas
"Alguns nascem para o doce prazer, sim. Alguns nascem para uma noite sem fim." O destino de Michael Rogers parecia haver mudado ao conhecer Ellie, uma rica herdeira norte-americana. Todos os seus sonhos estavam se tornando realidade de uma só vez, e o Campo do Cigano parecia ser o lugar perfeito para começar uma vida a dois. Mas quando o jovem casal decide ignorar os avisos de uma cigana sobre uma antiga maldição nem imagina que está desafiando a própria sorte. Noite sem fim é um dos livros preferidos de Agatha Christie, e Michael Rogers, um dos seus mais ambíguos – e misteriosos – personagens. “Um thriller extraordinário, engenhoso, surpreendente.” (The New York Times)


A história começa com o grande detetive Hercule Poirot indo ao dentista (coisa que até um grande detetive tem que fazer, não é verdade?). Por causa de sua aflição, tão comum para muitas pessoas antes de abrir a boca e enfrentar o dentista, ele começa a fantasiar enquanto espera sua vez na sala de espera: aquele senhor mal-encarado poderia ser muito bem um assassino ou algo do gênero. Mas depois que finalmente o senhor Morley, o dentista, o atende, ele sente todas as tensões deixando seu corpo e compreende que seus pensamentos eram provenientes do medo que estava sentindo.

Depois de voltar para casa, ele recebe uma ligação do inspetor Japp comunicando-o que o dentista Morley estava morto. Mas… Como? Poirot tinha tido uma consulta com ele algumas horas antes e… Agora ele estava morto? O dentista foi encontrado em seu consultório, com uma pistola e um tiro na têmpora.

Poderia ter sido um suicídio, mas por via das duvidas, é sempre bom ir atrás, não é mesmo? Claro que eles iriam começar a desconfiar do cara mal-encarado do consultório, um tal senhor Amberiotis. Poirot e Japp tentaram se encontrar com Amberiotis, mas não conseguiram, já que ele morreu mais tarde, por causa de uma alta dose de adrenalina e novocaína aplicada em sua gengiva na-cadeira-do-dentista. Então… Será que Morley tinha se suicidado porque não aguentaria a fama de um dentista que cometeu um erro e matou um paciente? Poderia ser, mas Poirot, ao contrário de Japp, não estava muito convencido daquela resposta (claro que não estaria, senão não teria história).

Com essas duas mortes, o detetive Poirot e o inspetor Japp vão em busca das pessoas que entraram no prédio do dentista naquele dia até a possível hora do assassinato.

Bem… Então eles ficam atrás de mais declarações e em busca de mais detalhes sobre o ocorrido até mais ou menos metade do livro (o que para mim foi um pouco massante, porque não acontecia praticamente nada). Nessa parte dá para ter uma boa ideia de cada personagem e já ir fazendo suas apostas.

A história muda de rumo quando a senhorita Sainsbury Seale (uma das pacientes do senhor Morley) desaparece.

Vou parar aqui no resumo, porque depois as coisas começam a ficar mais interessante e ter mais detalhes que (talvez não a princípio, mas quando o mistério é solucionado) vão ser pontos importantes na história.

Eu gostei muito do livro, mesmo tendo quase morrido de tédio até a metade. O culpado? Bem, Dessa vez eu suspeitei de todo mundo, então acertei em termos, mas sim, não foi uma coisa muito fácil de ser descoberta. Esse mistério (já que esse é o estilo da Agatha – pelo menos em todos os livros dela que eu li) seria desvendado mais facilmente (pelo leitor) se ele estivesse presenciando a cena, tem muitas coisas que o detetive Poirot nota e fica pensativo, mas para um leitor que apenas está lendo o que ele fez, fica um pouco difícil de descobrir logo de cara, ou juntar as peças e também porque no inicio você segue a visão de Poirot que depois ele muda completamente… (mas é isso que ela quer, não é? Que você descubra apenas no final).

Eu recomendo o livro, adoro as histórias da A. Christie e essa não seria diferente. 


Dicas para uma próxima resenha? Coisas que eu posso melhorar? Deixem um comentário =D
Beijos e até.

2 comentários :

  1. Nossa, a resenha ficou tão bonitinha q eu até fiquei com vergonha da ultima q fiz agora. Tenho q ver se reedito e coloco uma imagem. Haha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas essa resenha tá bem ruim '-' (pelo menos é o que eu acho u.u rsrs)

      Excluir

Muito obrigada por lerem. Espero que tenham gostado. Então, que tal deixar um comentário com a sua opinião? Acha que ficou alguma coisa confusa? Gostou ou não gostou? É só comentar que eu adorarei ler :)

Se ainda não segue o blog, lembre-se que é bem rapidinho seguir. É só clicar em participar na caixinha de docinhos ali no canto. Siga também nas redes sociais. Beijocas e até mais!