Resenha - Sábado à Noite

Sábado à Noite - Babi Dewet
Editora: Selo Generale
Número de páginas: 324



Uma escola normal, em uma cidade pequena, com alunos populares e outros nem tanto assim. Um romance praticamente impossível, máscara, bailes, desentendimentos... Isso aqui está quase Cinderela (rsrs).

Amanda é uma das meninas mais populares do colégio. Anda sempre com suas amigas populares, faz sempre coisas de menina popular, sai com os meninos populares... (É... a vida dela é basicamente ser popular). Mas o que poucos sabem é que dentro de seu coraçãozinho aparentemente fútil, ainda existe a velha Amanda, amiga dos marotos (os bagunceiros da escola), que gosta de all-star e se apaixonou profundamente por um garoto que não tinha nada a ver com seu grupinho.

Contrastando com Amanda e suas amigas, temos Bruno e sua trupe, mais conhecidos como Os Marotos. Bruno é melhor amigo de Amanda desde a infância, mas na escola anda com Rafael, Fred, Caio e Daniel. Como ele e seus amigos têm a fama de serem os encrenqueiros, não poderiam andar com Mandy e seu clube da Luluzinha (alguém ainda usa essa expressão?) - também porque as amigas dela os acha estranhos e não querem manchar sua imagem.

Por causa de um trabalho de artes, as meninas se misturam com os marotos e Amanda se vê em um dilema que pensou ter resolvido há tempo: o garoto de quem gosta ou sua lealdade?

Em meio a essa confusão de sentimentos, começam os bailes de sábado à noite e uma estranha banda aparece. Os Scotty são talentosos e misteriosos, sempre usando máscaras e maquiagem para esconder o rosto e cantando músicas que narram a vida amorosa de Mandy.

E ela tem que decidir o que quer da vida.


Pelo meu resumo dá para ver que parece um daqueles clichês adolescentes: um estudante não muito popular se apaixona pela popular e o amor deles é impossível e blá, blá, blá. Sim, pode parecer clichê (e talvez a base seja mesmo). Mas vamos levar em conta que para mim é um martírio ler clichês (sério meu povo, mudem um tiquinho para a tia aqui conseguir ler, tá?), eu gostei bastante da história. Não se trata só do amor deles, mas também da vida escolar e pessoal. Eu adorei ler sobre adolescentes como os marotos (acho que é porque meus amigos eram mais normais do que os marotos e não faziam brincadeiras como eles) e eu gostei da história dessa maneira.

Acho que a Babi acertou nisso, não foi apenas um romance adolescente bobinho, mas os personagens tem profundidade e são bastante interessantes. Além de que não existe só uma história de amor, mas várias (e algumas que até me deram um pouco de agonia, mas deixa quieto).

E os personagens são fofos e a trilha sonora me fez lembrar minha "infância" - pois é... eu ouvia Mcfly quando era mais nova... bons tempos.

Como a própria tia Babi disse *apanha* não é um livro para fazer as pessoas "pensarem" e sim para entreter. E me entreteu muito e agora eu tenho que comprar o próximo para saber o que aconteceu depois (aish esse povo que acaba na parte mais importante TT-TT).

(Obs adicional: OMG QUE CAPA LINDA, DÁ VONTADE DE LAMBER)


E você ai, já leu? O que achou? Deixem um comentário com a opinião de vocês.

(E se acha que tem alguma coisa a ser melhorada na resenha, porque por mais que eu tente eu estou achando que não está bom. Então comenta ae).

Beijocas e até.

1 comentários :

  1. Oi!
    Adorei sua resenha sincera. Já conhecia o livro desde a época que a Babi lançou, mas infelizmente não tive oportunidade de lê-lo ainda. Mas espero que um dia eu consiga hah
    É muito bom ler livros que não nos deixam naquela ressaca literária para variar um pouco, eu mesmo vivo de livros para entreter. Acho mara, é um jeito que eu tenho para "desestressar" durante a semana.
    Beijos
    webteentwl.blogspot.com

    ResponderExcluir

Muito obrigada por lerem. Espero que tenham gostado. Então, que tal deixar um comentário com a sua opinião? Acha que ficou alguma coisa confusa? Gostou ou não gostou? É só comentar que eu adorarei ler :)

Se ainda não segue o blog, lembre-se que é bem rapidinho seguir. É só clicar em participar na caixinha de docinhos ali no canto. Siga também nas redes sociais. Beijocas e até mais!