Resenha - Azul é a Cor Mais Quente [HQ]

Azul é a cor mais quente - Julie Maroh
Editora: Martins Fontes
Número de páginas: 160





O livro conta a história de Clementine, uma jovem de 15 anos que descobre o amor ao conhecer Emma, uma garota de cabelos azuis. Através de textos do diário de Clementine, o leitor acompanha o primeiro encontro das duas e caminha entre as descobertas, tristezas e maravilhas que essa relação pode trazer.




Azul é a cor mais quente, a HQ que eu demorei uma vida para comprar, mas me alegro todo dia por não ter desistido disso. 

A HQ começa já no final da história das duas protagonistas, então desde o início sabemos o desfecho da relação de Clementine e Emma. Por meio dos diários escritos por Clementine, Emma vai descobrindo as histórias do passado da vida de sua amada.

Clementine é uma adolescente comum. Suas preocupações são: estudar e se dar bem com os amigos e família. Logo no início, suas amigas insistem que ela deveria ficar com um garoto da escola que parece bastante interessado nela e, a partir dessa relação, ela descobre que não era exatamente aquilo que ela queria da vida. E o que ela queria? Ela não sabia. Mas aquilo não a preocupava tanto, pelo menos não até as coisas começarem a perder o sentido quando ela passou a sonhar com a garota de cabelo azul por quem tinha passado na rua.


Ela, influenciada pela maioria das pessoas a sua volta, é bastante conservadora e acredita piamente que sonhar com uma menina (ou gostar de uma) é errado. Mas com a ajuda de seu amigo Valentin, Clementine aprende que a moral passada pela sociedade nem sempre está certa e que amar não é um erro.

Mas a garota de cabelo azul não saía da cabeça da menina. Ela não a conhecia, não sabia onde encontrá-la, não sabia seu nome. Porém, o destino está aí para juntar quem precisa ser ajudado e mudar tudo o que existe, não é mesmo? Em uma saída com Valentin a um bar gay, Clementine conhece Emma (uma mulher com a sua sexualidade já afirmada) e a partir dali a amizade (e futuramente o amor) das duas vai se desenrolando.


Bom, li muito rápido a história inteira e demorei muito para resenhar. Por quê? Acho que porque não me sentia preparada para isso, não sabia como colocar o que sentia em palavras. Mas vamos tentar...

A HQ é uma linda história de amor. É a descoberta da sexualidade e a uma quebra dos modelos e pensamentos da sociedade.

Ok, muitas pessoas irão dizer que a história é batida, uma pessoa descobrindo sua sexualidade, etc, etc. Eu devo concordar com isso. É um romance lésbico entre uma garota já resolvida com a sua sexualidade e uma adolescente que está muito mergulhada na sociedade preconceituosa e que tem que lidar com a descoberta de seu amor por uma pessoa do mesmo gênero.

Porém, o jeito que Clementine narra a história deixa tudo de uma forma preciosa e delicada. Como a história se passa em fragmentos do diário, algumas partes podem parecer confusas, mas aparece apenas aquilo que realmente importa.

A ilustração e as cores utilizadas deixam tudo com um visual que ratifica esse ar delicado. No início do diário, as cenas são em preto e branco; mas depois que Clementine conhece a Emma, começa aparecer tons de azul em tudo aquilo que significa alegria para a protagonista (principalmente o cabelo da Emma). Já no final, quando ela cresce e tem que lidar com a vida adulta, as páginas adquirem mais cores.

Os personagens foram bem construídos e todos influem de alguma forma na vida de Clementine, fazendo ela agir e pensar de modo diferente durante toda a história (e a vida não é assim mesmo? Todo mundo influencia um pouco na maneira que pensamos e agimos).

Eu gostei bastante da HQ por ser envolvente e mostrar as diversas facetas do amor e que nós não escolhemos quem amamos, apenas amamos (e isto não é errado). O amor das duas é lindo e não tem como não se emocionar com o final.

[A HQ tem cenas mais "quentes", mas não é algo que está ali apenas por estar, mas é apenas uma evolução do amor das duas, o que deixa as coisas mais interessantes. Mas o sexo está longe de ser o ponto principal. ]

Eu com certeza indico esta história para todo mundo. Mesmo quem não se interessa muito por histórias LGBTT, porque é uma ótima forma de ver que o amor é bonito quando verdadeiro, não importa se você é hétero, gay, trans...


Então é isso, meus docinhos. Espero que tenham gostado da minha primeira resenha de uma história em quadrinhos. E vocês? Já leram a história? Querem ler? Deixem a opinião de vocês no comentário :)

Beiiiijocas e até mais!

1 comentários :

  1. Na verdade, eu nunca li HQ (me julguem rs), mas eu acho que esse livro vai ser uma ótima oportunidade para começar. Nunca tinha ouvido falar, mas parece que é muito bom, e o cabelo da Emma é lindo rsrs.
    Já leu Will&Will, eu acho que pode ser um pouco parecido com essa história. E é muito emocionante também, tentei conter o choro mas não deu haha.
    Adorei a sua resenha.
    Bjs
    www.myself-here.tk

    ResponderExcluir

Muito obrigada por lerem. Espero que tenham gostado. Então, que tal deixar um comentário com a sua opinião? Acha que ficou alguma coisa confusa? Gostou ou não gostou? É só comentar que eu adorarei ler :)

Se ainda não segue o blog, lembre-se que é bem rapidinho seguir. É só clicar em participar na caixinha de docinhos ali no canto. Siga também nas redes sociais. Beijocas e até mais!