Resenha - De Novo, dois segundos para o amor

De Novo, dois segundos para o amor - Jadson L. Ribeiro
Editora: Selo Jovem
Páginas: 168


De novo - Como um dia horrível, pode se tornar tão adorável? Como seria possível alguém que sequer acredita no amor, ver-se contrariado em apenas dois segundos? E em apenas dois segundos, decidir que seria capaz de fazer tudo para encontrar quem causara esse sentimento.
Leonardo Vieira é um professor de Biologia, e vive uma vida extremamente tediosa, até que um dia azarento lhe mostra uma mulher no fim, e sem saber como vê-la de novo, Leonardo resolve atender ao pedido da moça e repetir todo o dia e todos os azares por qual passou.
De novo é uma comédia romântica com uma escrita irreverente, engraçada e descontraída. A história se passa na cidade de Feira de Santana, em meio a confusões impensáveis e que instigam a imaginação do leitor.
Léo conta como tudo aconteceu do seu ponto de vista. E junto com seus amigos, nada poderá impedi-lo de repetir os feitos loucos que o levou a experimentar o gosto viciante do amor.

Leonardo está tendo um dia ruim. Assim que se levantou, sua cama desmoronou e faltou água no prédio. No caminho para o trabalho, o carro o deixa na mão e, quando tenta consertá-lo, queima o dedo. Por obra do destino, a torcia de um time de futebol o joga dentro do esgoto... Não, não são apenas esses os acontecimentos que tornam o dia do protagonista um caos. 

Depois de passar por esse dia - ou aventura - cômica, ele percebe que nem tudo foi só azar, já que no final do dia encontrou a mulher que poderia mudar seus pensamentos sobre o amor. E como encontrá-la novamente? Repetindo todo aquele dia catastrófico. 

Tudo acontece em Feira de Santana, uma cidade da Bahia, morada do protagonista e escritor da história. O regionalismo se faz presente nas frases das personagens e até na própria narração, já que quem nos conta a história é Leonardo (um professor de 29 anos, mas que, para mim, se comporta como um garoto de 15).

Um dia inteiro nessa obra parece que foi mais de uma semana de tantos acontecimentos (confesso que tiver que reler algumas partes para compreender como cada coisa foi inserida no espaço de 24h).

A história é narrado por Leo, um professor de 29 anos (mas que para mim se comporta como um garoto de 15). A narração segue o tempo cronológico, mas eu tive que reler algumas partes porque achei que era muita coisa para um dia só e fiquei um pouco confusa. 

A linguagem é bastante fluída, com uma ressalva que irei falar mais para o final. Os personagens são super divertidos e você passa a história inteira rindo das confusões. 

Achei bastante criativo o enredo, mas mesmo assim tem alguns pontos que acho que pode melhorar. Mas o escritor ainda é novo e tem muito o que amadurecer de sua escrita/narração/descrição. 

O que me incomodou profundamente foram os erros. Certo, eu sei que ninguém é perfeito, que nem todo mundo precisa acertar 100% do texto e que errinhos sempre passam, mas não foi o que aconteceu aqui. A história parece que não passou por um revisor (ou se passou, repensem o revisor que contratam). Muitos erros inaceitáveis para uma história publicada, o que cansou a leitura. Acho que talvez só por isso não tenha gostado mais da história. 


Por hoje é só, pessoal. O que acharam da resenha? Já conheciam o livro? Comentem aí :*

Beijocas e até mais!

0 comentários :

Postar um comentário

Muito obrigada por lerem. Espero que tenham gostado. Então, que tal deixar um comentário com a sua opinião? Acha que ficou alguma coisa confusa? Gostou ou não gostou? É só comentar que eu adorarei ler :)

Se ainda não segue o blog, lembre-se que é bem rapidinho seguir. É só clicar em participar na caixinha de docinhos ali no canto. Siga também nas redes sociais. Beijocas e até mais!