Resenha - Mau Começo


Li Mau Começo quando era mais nova. Fui atraída pelas ilustrações e o nome. Porém, é um livro que pouco me lembrava e quis poder reler e me entregar mais uma vez ao início das desventuras dos irmãos Baudelaire (também para poder ler o restante da série). E essa nova leitura foi se misturando ao que eu lembrava do filme e bem... Aqui está o que achei. Espero que gostem da resenha!



Mau Começo - Lemony Snicket 
Editora: Companhia das Letras
Páginas: 152
★★★★

Mau Começo é o primeiro volume de uma série em que Lemony Snicket conta as desventuras dos irmãos Baudelaire. Violet, Klaus e Sunny são encantadores e inteligentes, mas ocupam o primeiro lugar na classificação das pessoas mais infelizes do mundo. De fato, a infelicidade segue os seus passos desde a primeira página, quando eles estão na praia e recebem uma trágica notícia. Esses ímãs que atraem desgraças terão de enfrentar, por exemplo, roupas que pinicam o corpo, um gosmento vilão dominado pela cobiça, um incêndio calamitoso e mingau frio no café da manhã. É por isso que, logo na quarta capa, Snicket avisa ao leitor: "Não há nada que o impeça de fechar o livro imediatamente e sair para uma outra leitura sobre coisas felizes, se é isso que você prefere".
Em 2005, Jim Carrey estrelou uma versão cinematográfica dos três primeiros livros da série, no papel de conde Olaf.



Era uma manhã nublada na praia quando os irmãos Baudelaire receberam a triste notícia que sua casa havia sido destruída em um incêndio e que seus pais morreram na ocasião. Eles são mandados para a casa do parente que mora mais próximo, o conde Olaf. Desde sua primeira aparição, podemos notar que conde Olaf é completamente o oposto do que as crianças desejariam como novo pai - e provavelmente como nós também. Ele abusa de seu poder como responsável, fazendo as crianças terem que passar por situações cruéis. Só depois de algumas páginas que entendemos a motivação de conde Olaf e temos certeza que queremos que os três irmãos Baudelaire se livrem logo dele. 

O livro é narrado em primeira pessoa, por um narrador que teve contato com a história dos irmãos Baudelaire e quer passá-la em diante. Muitas vezes ele se intromete na narração, seja para colocar juízo de valor, seja para dar exemplos de sua própria vida. Isso causa uma aproximação não apenas do leitor com a obra, mas do próprio narrador e dos protagonistas. 

A história demorou um pouco para me envolver, acho que principalmente porque é o primeiro livro e praticamente tudo estava sendo explicado, mas quando as situações começaram a me inquietar, entreguei-me de vez à história. A linguagem é bem direta e fácil, o que é esperado de um livro infantil. Algo que me incomodou foi a forma como o autor colocou constantemente o significado de algumas palavras, provavelmente eu teria gostado mais dessas partes se não soubesse os significados, mas em sua maioria achei cansativo (porém, achei interessante fazer isso, já que - como estamos tratando de uma história infantil - aumenta o vocabulário dos jovens leitores). 

Para mim, os personagens foram bem construídos (por mais que conhecemos muito apenas dos irmãos Baudelaire e pouco de todos os outros). Muitas vezes fiquei me perguntando como eles não conseguiam resolver tal situação já que eram muito inteligentes, mas então, lembrava-me da idade de cada um e - realmente - não tinha como as crianças saberem fazer tudo, não é mesmo?

O autor trabalhou na dose certa a ambientação, sem nos afogar em muitos detalhes, mas também nos situando bem em cada lugar. E achei bastante interessante como os lugares ajudaram a construir a personalidade dos personagens também, demonstrando de maneira às vezes não tão sutil com quem estávamos lidando (principalmente porque os protagonistas passam por muitas casas e ambientes e podemos notar tanto a maneira como os três reagem àquilo, quanto a personalidade dos donos dessas casas, etc). 

Senti que o enredo foi acelerando à cada página, não porque o autor mudou sua forma de escrita, mas porque o leitor fica instigado a descobrir logo como as crianças vão se safar das situações e se livrar do conde Olaf. O final me deixou curiosíssima para ler logo o restante da série (mesmo eu tendo assistido ao filme e sabendo mais ou menos o enredo dos próximos dois livros). 

Mau Começo é um livro que me agradou principalmente pela sua forma "obscura". Não é aquelas historinhas coloridas para crianças, mas não deixa de ser um livro infantil. Foi bastante interessante ver a união dos irmãos e suas ideias para sobreviverem às desventuras. Espero ler logo os próximos. 

5 comentários :

  1. Oii.Tudo bem?
    Ouço falar muito bem desse livro, tenho curiosidade de ler essa série, mas fico apreensiva do livro demorar me envolver tambem. Assisti o filme com o Jim Carey e gostei bastante.
    Já estou seguindo o blog, dá uma passadinha lá no Leituras da Mary para conhecer o meu cantinho.
    Bjs

    http://leiturasdamary.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. É a primeira vez que vejo uma resenha sobre esse livro que já está por aí faz tempo e isso me chamou atenção pq nunca li. Só vi o filme. Gostei mesmo da sua resenha. Estou curiosa para as próximas!
    Bjs

    www.achadosdamila.blogspot.com.br
    www.facebook.com/achadosdamila

    ResponderExcluir
  3. Resenha linda e positiva! Amei a forma que discorreu sobre a obra, confesso que já assisti o filme e deu medinho, daí nunca quis ler! Mas sua resenha me deixou muuuuito curiosa! Amei!
    Seguindo, flor! *-*
    www.momentosassim.com.br

    ResponderExcluir
  4. Adorei, to lendo essa série e amando <3

    ResponderExcluir
  5. Olá!

    Foi muito bom encontrar esta sua resenha porque estou pensando se comprou ou não a série. Fiquei com receio de que os livros fossem infantis demais, de um jeito ruim, que deixa a estória simplória, mas pela sua descrição, achei que vale a pena ler!

    Abraços,
    Ruh Dias
    perplexidadesilencio.blogspot.com

    ResponderExcluir

Muito obrigada por lerem. Espero que tenham gostado. Então, que tal deixar um comentário com a sua opinião? Acha que ficou alguma coisa confusa? Gostou ou não gostou? É só comentar que eu adorarei ler :)

Se ainda não segue o blog, lembre-se que é bem rapidinho seguir. É só clicar em participar na caixinha de docinhos ali no canto. Siga também nas redes sociais. Beijocas e até mais!